Muesli

 

Quando o assunto é cereal muita gente pensa que granola é a alternativa mais saudável que existe. Se você é uma dessas pessoas saiba que a invenção americana* tem um irmão suíço que nasceu quase ao mesmo tempo, no finalzinho do século 19, e que é muito melhor pra saúde. A granola mudou bastante até se transformar no cereal doce e crocante que conhecemos hoje, mas o muesli (ou müesli) continua bastante próximo da receita original criada por um médico suíço em 1900. Embora os ingredientes de base sejam os mesmos (aveia, oleaginosas e frutas secas), exite duas diferenças fundamentais entre esses cereais. Enquanto a granola tem sempre alguma forma de açúcar e óleo e é assada, o muesli não é adoçado, não contém óleo e todos os ingredientes são crus. Como ele não passa pelo forno, a textura é leve. As sementes e oleaginosas acrescentam uma nota crocante mas o resultado final é bem mais delicado do que a granola.

Os suíços gostam de degustá-lo com iogurte natural e uma fruta fresca em pedaços ou ralada. Eu te aconselho a fazer o mesmo pois esse café da manhã super saudável deve ter contribuido de alguma maneira pra deixar esse povo tão… tão…  Você já viu um suíço de perto? Pai amado! Êta povo bonito, forte, corado e bem tratado! Só passei um fim de semana na Suíça, mais precisamente em Genebra, mas cheguei a seguinte conclusão: quando um bebe Johnson cresce ele vira um suíço. Você não estava preparado pra uma revelação tão profunda no meio de uma conversa sobre cereal, não é? Mas voltando ao que nos interessa, esqueça aquela granola comprada pronta** e dê uma chance ao muesli feito em casa. É simples, rápido e muito mais nutritivo. Não prometo que você ficará alto(a), louro(a) e com pele de bundinha de bebe (Johnson, claro!), mas você fará um bem danado ao seu corpo.

*Quem, como eu, achava que granola era brasileira levante o braço!

**Você é um grande fã de granola e quer uma versão mais saudável do que aqueles pacotinhos cheios de açúcar e óleo comprados nos supermercados? A solução está aqui.

 

Muesli

É importante começar misturando as frutas secas em pedaços com a aveia, pois elas grudam e gostam de ficar unidas, formando montinhos. Essa receita é extremamente flexível e você pode mudar os ingredientes à vontade. Use as proporções da receita como guia (mais ou menos 1 ½ x de frutas secas/sementes/oleaginosas pra cada 3x de aveia) ou adapte-as de acordo com o seu gosto.  Observação importante: as sementes usadas nessa receita (jerimum ou girassol) não têm casca e não são salgadas. Muesli é uma delícia acompanhado de iogurte de soja (melhor se for natural, não adoçado) ou leite vegetal e uma fruta freca (banana em rodelas e maçã ralada são minhas preferidas).

3x de aveia em flocos grossos

1/3x de amêndoas (eu usei amêndoas sem casca e partidas ao meio, mas você pode substituir por amêndoas inteiras com casca)

1/3x de semente de jerimum (abóbora), sem casca

1/3x de passas

1/3x de damascos secos picados

2cs de sementes de linhaça

Se estiver usando amêndoas inteiras, pique-as grosseiramente. Comece misturando os damascos secos picados com a aveia e massageie com as mãos até os pedaços de fruta ficarem totalmente envolvidos no pó da aveia e não grudarem mais. Junte todos os outros ingredientes e misture bem. Guarde em um recipiente com tampa, de preferência um pote de vidro hermético, desses usados pra guardar cereais. Se conserva no mínimo duas semanas (fora da geladeira).

Algumas sugestões pra variar:

• aveia, sementes de girassol (sem casca), amêndoas, figos secos, tâmaras secas e gergelim

• aveia, sementes de jerimum, avelãs, passas e linhaça

• aveia, sementes de girassol, amêndoas, damascos, coco seco em lascas e linhaça

• não é tradicional, mas nada te impede de acrescentar flocos de quinoa ou amaranto ao seu muesli

Anúncios