Com vocês, o último vídeo gravado durante as férias na Europa em agosto. Pois é, levou quase seis meses pra ficar pronto, e Ricardo da Vege TV já devia ter perdido as esperanças de um dia vê-lo, mas valeu a pena. A receita do vídeo é a panqueca de batata alemã que aprendi com…hum, uma pessoa que passou pela minha vida. Ela já apareceu aqui no blog (a panqueca, não a pessoa), mas dessa vez resolvi testar um molho novo de inspiração alemã e aconteceu o que parecia impossível: a receita ficou ainda melhor.

Esse vídeo foi filmado em condições difíceis. Era o último dia da viagem e depois de ter passado um mês na estrada, visitando a família e amigos em quatro países diferentes, estávamos muito cansadas. Por favor ignore a passagem onde digo “compota de batata”. Garanto que compota de batata não existe (se existe não quero provar), eu queria dizer “compota de maçã”. Já falei que estava cansada? Pra completar, o tempo ia de ensolarado a tempestuoso em poucos segundos, fazendo com que a exposição (quantidade de luz na imagem) do vídeo nem sempre ficasse adequada. Culpa do céu que se cobria de nuvens e se descobria o tempo todo. Como tínhamos pouco tempo pra filmar, Anne não podia parar tudo e ajustar os parâmetros da câmera três vezes por minuto. Mas apesar dos contratempos meteorológicos (e técnicos), esse acabou sendo o meu vídeo preferido de todos. Ele me transporta de volta pros dias maravilhosos que passamos em Berlim, as longas conversas com o meu cunhado Luc e a esposa depois do jantar, o delicioso expresso que ele preparava pra nós todas as manhãs antes de sair pro trabalho, as histórias contadas pros sobrinhos de Anne … Parece que ainda escuto os dois correndo pelo apartamento e chamando “tata Sandrrrra”, com aquela fofura de sotaque, mistura de alemão e francês. Patrícia, minha concunhada, estava grávida no vídeo e antes de ontem o mais novo membro da família veio ao mundo. Não vejo a hora de conhecê-lo e quem sabe até escalá-lo pro próximo vídeo.

Anúncios