Bolo salgado Assado de lentilha (clique na foto pra ver melhor).

Foi isso que fiz essa semana. Eu já falei em algum post que tenho uma vizinha américo-palestina que visita o país duas vezes por ano pra fazer shows (ela faz “stand-up comedy”) e que sempre me contrata pra preparar todas as suas refeições durante a estada. Ela está aqui no momento, mas dessa vez está hospedada em Ramalla (cidade no norte da Cisjordânia) por isso tive que preparar todas as suas refeições de uma vez. Coloquei a comida em marmitas de alumínio e ela congelou tudo pra ir comendo aos poucos. Maysoon adora os pratos que invento e a coisa que mais gosto na minha profissão, se é que posso me considerar uma profissional da cozinha, é encher a barriga das pessoas de alegria, mas que trabalheira danada! Ainda não consegui dar cabo da louça suja e mesmo depois de uma boa noite de sono e três canecas de café me sinto completamente esgotada. Além do trabalho intenso e das intermináveis horas em pé, a maratona culinária contou com a participação de dois blocos de tofu podres que empestaram a casa durante dias, uma batata malcheirosa supurante que se escondeu embaixo da cesta de frutas e me vez achar que tinha um rato morto na cozinha, até eu descobrir a origem do bodum, gatos pulando na pia em busca de comida e derrubando minhas preparações no chão, algumas micro varizes e muito mau humor. Sobrevivi, mas não aconselho ninguém a aceitar uma missão dessas.

O lado positivo é que meu congelador está cheio de restos e não precisarei cozinhar novamente durante vários dias. E, apesar do caos, consegui criar novas receitas de cair pra trás! Gostaria de dividir vários pratos com vocês, mas no meio da confusão não pude fotografar nada. E os restos que dormem no congelador vão sair de lá tão feinhos que vai ser difícil convencer vocês que aquilo é gostoso. Mas consegui guardar um pedaço de bolo salgado de lentilha na geladeira e ele ainda está atraente o suficiente pra aparecer nas fotos.

Esse bolo salgado foi improvisado ontem à tarde, como solução pra um problema que encontro com frequência aqui: falta de ingredientes. Eu queria fazer croquetes de lentilha com chutney de manga, mas as mangas ainda não chegaram na feira e tive que adaptar a receita. Como eu nunca tinha feito bolo salgado de lentilha, decidi me aventurar por esse território desconhecido. Sem receita, porque gosto de viver perigosamente. Felizmente deu tudo certo e aqui estou pra dividir a receita com vocês.

Está cada vez mais difícil cozinhar e fotografar comida em paz nessa casa…

Meu bolo, além de delicioso e extremamente nutritivo, pode ser servido de várias maneiras. Ele faz papel de prato principal, pode se transformar em recheio pra sanduíche, em aperitivo (nesse caso corte em cubinhos e sirva espetado em um palito)… Acabo de comer três fatias geladas, com um café forte. Talvez eu tenha gostos estranhos (sempre gostei de comer pizza fria com café no café da manhã), ou talvez meu bolo seja tão gostoso que fique bom de qualquer maneira, em qualquer temperatura, a qualquer hora.

Bolo salgado Assado de lentilha

Use as oleaginosas que tiver em casa, de preferência uma mistura. Usei nozes e sementes de abóbora, mas imagino que castanhas do Pará e sementes de girassol também fiquem uma delícia aqui. Se puder preparar esse bolo na véspera, melhor ainda, pois os sabores ficarão mais intensos e a textura mais firme. #Uma leitora chamou o bolo de assado e achei o nome tão melhor que decidi rebatizar a receita. Obrigada pela inspiração, Márcia.

1x de lentilha crua

1 cebola grande, picada

4 dentes de alho, ralados/amassados

1 cenoura, ralada

1 maçã, picada

1/2x de salsão (talo e um pouco das folhas), picado

1x de oleaginosas (usei 2/3 de nozes e 1/3 de sementes de abóbora descascadas)

2cs de linhaça moída

2cs de shoyu (ou a gosto)

1 1/2x de farinha de aveia, mais um pouco pra polvilhar a forma (trituro aveia em flocos no liquidificador)

Azeite, sal e pimenta do reino

1/2x de molho de tomate bem temperado* (opcional)

Cozinhe a lentilha em bastante água, com um pouquinho de sal. Quando estiver bem macia escorra e reserve. Toste as oleaginosas em uma frigideira (a seco) e passe no processador até obter uma farinha grossa. Você também pode picar tudo bem miúdo com uma faca. Refogue a cebola em um pouco de azeite. Junte o alho, a cenoura, a maçã e o salsão e deixe cozinhar coberto até os vegetais amolecerem.  Desligue o fogo e junte a lentilha cozida, as oleaginosas trituradas, a linhaça, o shoyu, a farinha de aveia e uma pitada generosa de pimenta do reino. Misture bem, prove e corrija o tempero (provavelmente será necessário acrescentar um pouco de sal e sinta-se à vontade pra juntar mais pimenta ou mais shoyu, até ficar perfeito pro seu gosto).   Passe 2/3 da mistura no liquidificador. Não precisa triturar até ficar homogêneo, alguns pedacinhos devem permanecer inteiros. Misture com o resto da massa (a parte que não foi triturada). Unte uma forma estreita e comprida (dessas com o formato de um pão de forma) com azeite e polvilhe com farinha de aveia. Despeje a massa na forma, alisando a superfície com uma espátula (ou as costas de uma colher). Por cima espalhe metade do molho de tomate, se estiver usando. Asse em forno médio, pré-aquecido, durante aproximadamente 1 hora, ou até ficar bem dourado e os lados começarem e se despregar da forma (verifique o cozimento regularmente pra não deixar queimar). Você pode esperar o bolo amornar, desenformar e servir, ou fazer como fiz: desenforme o bolo ainda quente (cuidadosamente pra não despedaçar) sobre uma placa (dessas de assar biscoito), espalhe o resto do molho de tomate sobre o bolo e coloque de volta no forno até ele ficar bem dourado de todos os lados. Assim o bolo fica mais sequinho por fora e com uma cor mais atraente. Nos dois casos espere amornar antes de servir, pois a textura vai ficando mais firme conforme ele esfria. Rende aproximadamente 6 porções (ou várias fatias, dependendo da espessura que você cortar).

*Usei um resto de molho de tomate caseiro que bati no liquidificador com alguns tomates secos, um tiquinho de vinagre balsâmico e uma tâmara pra criar um ketchup natural e melhorado, que realçou o sabor do bolo.

Anúncios