Abobrinha e pimentão recheados com arroz, grão de bico e especiarias.

Quanto pensei em fazer uma versão mais acessível dos dawalis palestinos, pensei imediatamente em rechear folhas de repolho. Mas, por causa de uma combinação de fatores, acabei sem repolho e sem condições de sair pra procurá-lo pela cidade. Semana passada sofri um pequeno acidente de trabalho (a frente da gaveta dos chás caiu sobre o meu tendão de Aquiles) e desde sábado estou com o pé enfaixado. Nada grave, só preciso de repouso e daqui a alguns dias estarei novinha em folha. Mas a maneira como estou andando atualmente, de lado, puxando uma perna, acabou com os meus planos de ir à feira essa semana. A outra moradora daqui de casa passou a semana correndo de um lado pro outro (sorte dela que pode correr!) e acabou esquecendo de comprar o repolho que pedi. Todos sabem que a necessidade é a mãe da criatividade, então a falta do ingrediente principal da receita que eu planejava preparar me fez ter outras ideias, que acabaram sendo muito mais interessantes.

Optei por rechear abobrinhas, que tradicionalmente fazem parte da panelada de dawalis, mas também pimentões vermelhos, muito usados na culinária palestina, embora nunca com folhas de parreira. A partir daí fui me afastando da tradição e seguindo os meus instintos. A mistura de especiarias que usei no prato é bem próxima da usada aqui, embora na Palestina a combinação seja vendida pronta, em forma de “mix”. Também mantive as ervas frescas que adoro nos dawalis: salsinha e hortelã (minhas amigas muçulmanas podem até achar uma heresia, mas a hortelã é essencial). E inspirada pela camada de tomate e cebola do fundo da panela onde cozinham os dawalis, forrei a travessa com esses legumes, antes de levar o prato ao forno. Acrescentei grão de bico pra deixar o prato mais nutritivo e completo (lembrem: arroz e grão de bico formam uma proteína vegetal completa) e passas, porque adoro uma pitadinha de doce nos meus pratos salgados. Aprendi isso quando estive no Marrocos, onde os maravilhosos tajines são preparados geralmente com alguma fruta seca (tâmaras, passas, damascos ou ameixas).

O resultado? Enquanto o prato estava no forno fiquei um pouco apreensiva, até o momento em que o aroma dos legumes assando invadiu a casa e Anne chegou correndo na cozinha perguntando que comida maravilhosa era aquela. Quando dei a primeira garfada na minha criação pensei que a trabalheira tinha valido a pena. Que importância tinha um pé dolorido diante daquela delícia? O arroz estava maravilhosamente perfumado, os legumes desmanchando na boca e os tomates e as cebolas tinham se transformado em um molho suculento que complementou perfeitamente o prato. A senhora Papacapim ficou ainda mais empolgada do que eu com o jantar e tive que arrancar das suas mãos a última abobrinha recheada, pois eu precisava dela pra fotografar no dia seguinte (nunca fotografo comida à noite).

Bendita a hora em que faltou repolho aqui em casa!

Abobrinha e pimentão recheados com arroz, grão de bico e especiarias

As abobrinhas daqui são bem pequenas, por isso achei importante indicar a quantidade em gramas também: assim vocês sabem exatamente o quanto de abobrinha usar. Eu asso as cebolas sozinhas durante alguns minutos, antes de acrescentar os tomates e outros legumes à travessa, porque assim elas têm a chance de ficar ligeiramente caramelizadas antes de serem inundadas pelo suco dos tomates. Aqui todos os pratos tradicionais são feitos com arroz branco e é impossível achar arroz integral nas mercearias. Usei um arroz basmati branco super perfumado, que deixou o prato ainda mais saboroso, mas sintam-se livres pra usar o arroz (branco ou integral) que preferirem. Quando fiz a receita eu só tinha um pimentão e acabou sobrando arroz. No dia seguinte comi o arroz do recheio puro, depois de esquentar, e achei tão bom que estou pensando em prepara-lo sozinho de vez em quando.

3 abobrinhas pequenas (500g)

2 pimentões vermelhos

1x de arroz cru (usei arroz basmati branco)

1x de grão de bico cozido (na água com sal)

3 cebolas grandes

6-8 tomates bem maduros

6 dentes de alho

Especiarias: 1cc de cominho em pó, 1/2cc de semente de coentro em pó, 1/2cc de páprica suave, 1/2cc de pimenta do reino moída, 1/3cc de cúrcuma

1cs (bem cheia) de passas

2cs de salsinha fresca picada

1cs de hortelã fresca picada

1cc de raspas de limão, mais suco de limão pra servir

Azeite e sal a gosto

Cubra as abobrinhas inteiras (lavadas) com água salgada e leve ao fogo. Deixe ferver durante alguns minutos, até elas amolecerem um pouco (cuidado pra não cozinhar demais). O tempo de cozimento vai depender do tamanho das suas abobrinhas. As minhas eram bem pequenas e amaciaram em cinco minutos. Quando esfriar um pouco corte as abobrinhas ao meio, no sentido do comprimento, e retire a maior parte da polpa usando uma colher pequena (veja foto). Salgue ligeiramente o interior das abobrinhas. Reserve a polpa e a as abobrinhas cavadas, assim como a água do cozimento.

Refogue metade de uma cebola picada em 1cs de azeite. Junte 4 dentes de alho ralados ou pilados e cozinhe mais 30 segundos.  Acrescente as especiarias, uma pitada generosa de sal e o arroz (lave antes pra retirar um pouco do amido) e refogue durante alguns instantes. Junte a polpa da abobrinha (pré-cozida) picadinha e o grão de bico cozido e misture bem. Cubra com 2x da água onde as abobrinhas cozinharam e deixe o arroz cozinhar até ficar cozido, mas ainda “al-dente”(ligeiramente firme). Acresente um pouco mais da água das abobrinhas se o arroz secar antes de cozinhar. O arroz deve ficar sem nenhum líquido, mas bem úmido. Desligue o fogo, polvilhe o arroz com as passas, as ervas frescas picadas e as raspas de limão e misture mais uma vez. Prove e corrija o sal. Deixe descansar, coberto, enquanto prepara o resto do prato.

Corte 2 cebolas e meia em pedaços grandes (corto as cebolas pequenas em 4 e as maiores em 8). Espalhe um fio de azeite em uma travessa grande e disponha os pedaços de cebola, separando um pouco as camadas. Leve ao forno médio. Enquanto as cebolas começam a assar, corte os tomates em pedaços grandes e reserve. Preencha cada abobrinha cavada com a mistura de arroz e grão de bico. Corte os dois pimentões vermelhos ao meio (no sentido do comprimento) e retire as sementes e a membrana branca. Recheie as metades de pimentão com o arroz.

Retire a travessa do forno e disponha os pedaços de tomate sobre as cebolas, forrando completamente o fundo. Espalhe os 2 dentes de alho restantes (ralados ou pilados) e tempere com sal, pimenta do reino e um fio de azeite. Se sua forma for muito grande talvez você precise usar mais tomates. Arrume as abobrinhas e os pimentões recheados sobre os tomates/cebolas (veja foto acima). Regue os legumes com um fio de azeite e leve ao forno médio até eles ficarem bem macios e os tomates se desintegrarem. Se seu forno tiver a função “grill”, use-a durante os últimos cinco minutos, pros legumes ganharem uma casquinha crocante de arroz. Mais uma vez, o tempo de cozimento vai depender do tamanho dos seus legumes. Sirva bem quente, regado com um pouco de suco de limão e acompanhado de uma bela salada verde. Rende 4 porções.

Anúncios