azeite tawfic

Eu criei esse blog em uma noite de fevereiro de 2010. Fazia tempo que eu vinha pensando em começar um blog de culinária vegetal e já tinha escolhido o nome ‘Papacapim’ há quase um ano. Mas apesar da ideia ter marinado na minha cabeça por muito tempo, eu vivia procurando desculpas pra justificar a não existência do blog. “Ninguém vai se interessar pelo que tenho a dizer” e “minhas receitas são muito estranhas e não vão agradar o pessoal” eram as minhas preferidas. Quem diria que hoje, três anos depois, seria exatamente por esses motivos que vocês apareceriam por aqui.

Preciso agradecer à Anne, pois sem o incentivo dela esse projeto não teria se concretizado. Ela tentava me convencer de que eu tinha coisas muito interessantes pra dizer, sim, e que minhas receitas não eram ‘estranhas’ e sim originais. Anne foi a primeira pessoa que acreditou no meu talento e potencial como blogueira.

Eu queria criar um blog pra convencer as pessoas de que é possível ser vegano e ter uma alimentação deliciosa, mas o blog cresceu e foi muito mais além. Ele se tornou um veículo pra expressar uma infinidade de coisas, de assuntos pessoais (como meu casamento, meu amor pela minha irmã caçula e minhas passagens pelo sítio dos meus pais) à situação na Palestina (entrevistas com amigos palestinos e israelenses e meu trabalho no campo de refugiados, por exemplo), passando por viagens, dicas de nutrição, vida vegana e, claro, muitas receitas. E o impacto nos leitores foi muito maior do que eu imaginava.

Eu gostaria que vocês me vissem quando leio o que vocês escrevem: sorriso de orelha à orelha, pinotes e palmas de alegria, como uma criança que assiste a um espetáculo maravilhoso, e aqui e acolá umas lágrimas. Muita gente me escreve agradecendo pela “revolução” que estou provocando em suas vidas, mas preciso contar que vocês também revolucionaram a minha. Eu abandonei um mestrado em Linguística Teórica e Descritiva na faculdade mais prestigiosa da França, com a promessa de um doutorado no MIT, porque títulos e pompas nunca importaram pra mim e porque eu sonhava em transformar o mundo em um lugar melhor e ajudar as pessoas ao meu redor. Graças aos seus comentários e e-mails eu hoje tenho a certeza de que meu sonho se realizou.

Apesar de ter criado o blog em fevereiro, eu o mantive secreto durante alguns meses (estava preparando o conteúdo das páginas) e só em maio ele se tornou público. Então, pra coisa ficar ainda mais confusa, decidi comemorar o aniversário do Papacapim sempre em abril, pois é um mês que adoro.

Gostaria de agradecer aos meus maravilhosos leitores com um banquete 100% Papacapim, preparado pelas minhas mãozinhas, mas como isso não é possível pensei em enviar um presente muito especial: uma garrafinha do maravilhoso azeite do meu amigo Tawfic, feito com as azeitonas que eu ajudei a colher esse ano. Depois que falei que o azeite de Tawfic era o melhor do mundo muita gente desejou prova-lo, então achei que vocês iam gostar do presente.

com tawfic e mohamad

Fui buscar o azeite hoje à tarde na mercearia de Tawfic e aproveitei pra fazer essa foto com ele (à esquerda) e seu assistente Mohamad.

com tawfic e mohamad2

Infelizmente não posso mandar uma garrafa pra cada um de vocês, então terei que fazer um sorteio e escolher apenas um(a) leitor(a) sortudo(a). A coisa vai funcionar assim. Quem quiser provar o delicioso azeite de Tawfic deixa um comentário nesse post e eu escolherei o ganhador de maneira aleatória (pedirei pra alguém escolher um número e procurarei o comentário que aparecer nessa posição). Depois entrarei em contato por e-mail com o(a) feliz ganhador(a) pedindo o seu endereço (que pode ser no Brasil ou em qualquer outro país) e alguns dias mais tarde a pessoa receberá um pacotinho pelos correios com o azeite. Vou encerrar o concurso na quarta pela manhã aqui na Palestina (o que significa de madrugada no Brasil) Update: vou encerrar o concurso hoje, terça-feira, às 22h aqui (16h no Brasil), pois irei à Jerusalém amanhã e aproveito pra enviar o pacote. Então entrarei em contato com o(a) vencedor(a) no final do dia. Os comentários que aparecerem depois não participarão do sorteio.

Mais uma vez, obrigada por acompanharem o blog e espero continuar vendo vocês por aqui sempre.

*Querem saber qual foi o primeiro post que apareceu aqui no Papacapim, mais de três anos atrás? É só conferir aqui (ainda adoro essa receita).

Anúncios