O que significa ser vegetariano ?

Existem diferentes tipos de vegetarianos.

Ovo-lacto vegetarianos (ou proto-vegetariano): não comem carne de nenhum tipo de animal (terrestre ou marinho) mas consomem ovos, leite e seus derivados.

Vegetarianos estritos: não consomem nenhum produto de origem animal.

Veganos: além de não consumirem nenhum produto de origem animal, não usam derivados de animais nas roupas, calçados, cosméticos ou qualquer outro tipo de produto. O veganismo, mais que um regime alimentar, é uma filosofia de vida motivada por convicções éticas. Os veganos rejeitam toda forma de exploração e abuso animal (vivissecção, experimentação animal, circos, rodeios, vaquejadas, zoológicos, etc).

Pseudo-vegetarianos: quem come só “carne branca”, ou só peixe, quem come carne quase nunca, ou só de vez em quando, ou só no natal NÃO É VEGETARIANO.

Por que as pessoas se tornam vegetarianas?

As motivações de cada um para se tornar vegetariano variam muito. Alguns optam por esse regime por motivos de de saúde, outros por compaixão aos animais, razões ecológicas e até religiosas.

Pela saúde

Uma alimentação vegetariana contém todos os nutrientes que nosso corpo precisa, sem a gordura, sem o colesterol e sem os produtos químicos encontrados nos produtos de origem animal. Essa dieta aumenta a quantidade de comida que nos ajuda a lutar contra o câncer (cereais integrais, frutas e legumes) e elimina as comidas que causam câncer. Vegetarianos possuem taxas de colesterol mais baixas, têm menos chances de ter hipertensão e diabetes, têm índices menores de problemas intestinais, artrite, gota, cálculo renal, hemorroidas e varizes. Pessoas que se alimentam de carne são nove vezes mais propensas à obesidade do que vegetarianos. Onívoros também sofrem mais de osteoporose, mal de Alzheimer, asma e impotência. Adotar um regime 100% vegetariano melhora consideravelmente a saúde do diabético e muitas vezes essas pessoas nem precisam mais tomar medicamentos pra controlar a doença.

Todos sabem que carne vermelha causa inúmeras doenças, mas a maioria das pessoas pensa que carne branca é, ao contrário, boa pra saúde. Frango é cheio de hormônio. Os peixes vivem em águas tão poluídas que você não teria coragem de bebê-la. No entanto, você come os peixes que vivem nessas águas. O corpo do peixe absorve todos os elementos tóxicos (bactérias, metais pesados etc) e esse veneno passa pro seu corpo quando você ingere o peixe. A concentração de produtos nocivos fica ainda maior quando se consume peixes grandes (como atum), pois eles absorveram também todos os tóxicos presentes nos peixes pequenos, que são a base da sua alimentação.

Acha que o leite é o alimento mais saudável que existe? Pra começar, somos os únicos mamíferos que continuam a beber leite depois de adultos e, mais estranho ainda, bebemos leite de outra espécie. Este é um hábito muito novo na nossa história e estima-se que dois terços da população mundial não consegue digeri-lo. Mesmo se você não tem problemas pra digerir a lactose, é bom lembrar que leite e seus derivados são as principais fontes de gordura saturada da dieta onívora.

Pelo planeta

Contrariamente ao que a maioria das pessoas acredita, a maior causa de poluição, aquecimento global, efeito estufa, não é o setor de transportes, mas sim a pecuária. Carros, tratores, caminhões, navios e aviões, todos juntos, são responsáveis por 13% da poluição mundial. A pecuária sozinha é responsável por 18% (fonte: relatório da FAO “Livestock’s long shadow”).

A criação de animais utiliza a maior parte das terras aráveis no mundo, usadas principalmente pra cultivar os cereais usados na alimentação dos animais que acabarão nos nossos pratos. O cultivo de cereais (principalmente a soja) pra alimentar os animais de criação é a causa número um do desmatamento na floresta amazônica. O Brasil é o maior exportador de soja do mundo. A floresta está se transformando em um imenso campo de soja, onde é produzido o grão que vai alimentar o gado europeu e americano. Vale lembrar que o desmatamento das florestas, além de ser uma ameaça à biodiversidade, tem um impacto negativo imenso no aquecimento global. O gás carbônico estocado nos solos e na vegetação terrestre é muito maior do que o presente em todas as reservas de petróleo do mundo e é o dobro do carbono presente na atmosfera. O desmatamento das florestas primárias libera de uma só vez uma quantidade gigantesca de gás carbônico na atmosfera, uma das principais causas do efeito estufa.

A pecuária é a atividade que mais utiliza água. A quantidade de água necessária pra produzir a comida diária de um vegetariano puro (vegano) é de 500 litros. Pra alimentar alguém que come carne uma vez por dia são necessários 2000 litros de água e pra alimentar alguém que come carne em todas as refeições são necessários 4000 litros de água.

Animais criados pra virar comida pros humanos consomem quase toda a nossa comida, quase toda a nossa água e quase todas as nossas terras. E ainda tem mais: como era de se esperar, eles colocam tudo isso pra fora em forma de excrementos, montanhas gigantescas de excrementos! Só nos EUA são 39 toneladas de excrementos por segundo! Isso contamina as águas na superfície, mas também nos lençóis freáticos, corrói os solos e contamina o ar. Esses excrementos também liberam metano, um gás 60 vezes mais poluente que o CO2 liberado pelos carros, aviões e usinas.

A terra e o ar estão contaminados e a situação nos mares não é diferente. A pesca industrial esvaziou quase completamente os oceanos. A estimativa dos biólogos é que hoje sό resta 10% da vida marinha que um dia existiu. Os viveiros industriais são outra catástrofe ambiental. Na terra eles poluem as águas da superfície e os lençóis freáticos, no mar eles destroem completamente os ecossistemas e criam zonas estéreis.

Segundo o relatório “Impactos sobre o meio ambiente do uso de animais para a alimentação”, feito pela Sociedade Vegetariana Brasileira, um quilo de carne produzido no Brasil representa 10 mil metros quadrados de floresta desmatada e 15 mil litros de água, além de consumo importante de energia elétrica e de combustíveis fósseis, emissão de metano na atmosfera, despejo no meio ambiente de antibióticos e hormônios, entre outros.

Pra acabar com a fome no mundo

Metade da agricultura mundial é utilizada pra produzir o alimento dos animais de abate, enquanto que somente 15% da população mundial terá acesso à carne desses animais. 75% de toda a produção mundial de soja é destinado ao gado (algumas fontes afirmam que esse número chega a 90%). Na Europa, 60% de todo o cereal é destinado aos animais de abate, enquanto que nos EUA esse número chega a 70%.

É preciso de 5 a 15kg de cereais pra produzir 1kg de carne. Isto está longe de ser uma maneira eficiente ou inteligente de produzir proteínas. No espaço utilizado pra produzir a alimentação de alguém que come carne, daria pra produzir vegetais suficientes pra alimentar de 12 a 30 pessoas. A Terra tem capacidade de alimentar apenas dois bilhões de pessoas com uma dieta composta de produtos de origem animal. A população mundial atual é de sete bilhões e se todos os habitantes da Terra se alimentassem de carne seria necessário mais de três planetas pra produzir carne suficiente pra todos.

Pelos animais

Eu poderia falar de todo o sofrimento, toda a tortura feita com os animais criados pra abate. Marcação com ferro quente, castração, mutilação… Poderia falar das péssimas condições de vida desses pobres animais, amontoados em galpões sujos, sem ventilação adequada e, às vezes, sem luz natural, dentro de jaulas minúsculas, empilhadas sobre milhares de outras jaulas. Ou são criados ao ar livre, mas em um espaço limitado, tendo que viver dentro de seus próprios excrementos. Poderia falar da alimentação artificial à base de hormônios que causa doenças crônicas nos animais (e também nos que se alimentam desses animais). De todos os antibióticos dados aos animais, pra que sobrevivam nessas terríveis condições. Poderia falar da realidade nos abatedouros, da maneira cruel como esses animais são mortos. Mas na minha opinião, uma frase só é necessária pra explicar porque pessoas se tornam vegetarianas: matar é errado. Tolstói disse “Comer carne é diretamente imoral, já que requer um ato que é contrário ao nosso senso moral: o assassinato”. Só nos EUA, três milhões de animais são mortos… por hora! Como justificar a morte de bilhões de animais indefesos se não precisamos disso pra sobreviver?

Conclusão

“Existe suficientemente de tudo no mundo para satisfazer as necessidades do homem mas não o suficiente para satisfazer sua ganância” Gandhi

Sabemos que os recursos da Terra são limitados e que temos que dividi-los com os que virão. Economizamos água e energia. Reciclamos. Tudo isso é importante mas tem algo muito mais eficiente a ser feito, algo que está ao alcance de todos.

Cada vez que enchemos nosso prato fazemos uma escolha. Essa escolha constrόi, dia apos dia, o mundo em que vivemos. Um mundo melhor ou cada vez pior. A responsabilidade é inteiramente nossa, não do governo, não das grandes empresas, não da elite. Mas o poder de mudar também é inteiramente nosso.


Anúncios